segunda-feira, 23 de julho de 2012

Nossa essência.


Você é a coisa certa a se fazer, mas eu sou a maneira errada.
Você  soa sutil, mas eu transpareço bruta.
Você é como um refúgio, e eu sou toda luta.
Você é todo bondade, e eu sou a solidão disolada.
Você é a exatidão, eu sou a confusão situada.
Você é a estabilidade, e eu sou toda transmuta.
Você é atração enquanto eu permaneço sob minha conduta.
Você é um vicio pro qual eu nunca estou preparada.
Você é uma situação pela qual eu procuro,
Você é a confusão na qual eu me enturmo.
Você é a ferida que eu não quero cicatrizar.

Texto originalmente postado em Alguma Leitora - antigo blog - em 26 de junho de 2011.

Nenhum comentário:

Postar um comentário